Home Notícias Gripe população precisa se vacinar

Gripe população precisa se vacinar


Vacinação em mulher gravida


Agentes de Saúde vão em busca de quem não tomou vacina contra gripe; grupo de gestantes é o que apresentou o menor índice de cobertura em São Bernardo


Agentes comunitárias de Saúde da Prefeitura de São Bernardo do Campo saíram em busca de pessoas que ainda não tomaram a dose da vacina contra a gripe. O grupo que mais preocupa é o das gestantes, que apresenta o menor percentual de imunização, com 59%. Já entre os idosos e puérperas (mulheres que deram à luz recentemente) a meta de cobertura de 80%, estipulada pelo Ministério da Saúde, foi ultrapassada.


A busca passa a fazer parte do trabalho que as agentes realizam durante as visitas cotidianas às residências. Além disso, outros profissionais da rede municipal de Saúde redobraram a atenção para convencer sobre a importância da vacina. "Se a mãe leva o filho para uma consulta na Unidade Básica de Saúde, a enfermeira ou o médico podem fazer esse trabalho", exemplificou a coordenadora de estratégia de agentes comunitárias de Saúde Teresa Saito.


Além do trabalho casa a casa das agentes, haverá visitas em creches e Escolas Municipais de Ensino Básico (Emebs). "Com isso, conseguiremos imunizar mais crianças com idades entre 2 e 5 anos, que também são alvo da campanha", destacou a coordenadora.


COBERTURA DE VACINAÇÃO - A Prefeitura de São Bernardo segue a orientação do Ministério da Saúde de vacinar 80% dos grupos alvos da campanha. Além de imunizar contra os vírus mais comuns, a vacina previne contra o vírus Influenza A (H1N1), mais conhecido como vírus da gripe suína. A vacina continua disponível em todas as 33 Unidades Básicas de Saúde do município.


Pelo último balanço feito pela Vigilância Epidemiológica, da Secretaria de Saúde, até o dia 27 de maio, entre as crianças de 6 meses a 2 anos incompletos, foram vacinadas 12.263, ou 74,4% das estimadas 16.491 crianças dessa faixa etária. No grupo de risco de 2 anos a 5 anos incompletos, o total estimado é de 29.033 crianças, tendo sido imunizadas 21.375 (73,6%).


Entre as gestantes, estima-se 8.246 mulheres, das quais 4.906 (59,5%) foram vacinadas. No grupo das puérperas (mulheres que deram à luz recentemente), o universo é estimado em 1.355, sendo que 1.489 (109,9%) foram imunizadas. A Prefeitura calcula a existência de 78.881 pessoas com mais de 60 anos, das quais 64.876 se vacinaram (82,2% de cobertura).


De acordo com a Divisão de Vigilância Epidemiológica de São Bernardo, a vacina diminui o risco de outras doenças que podem aparecer junto com a gripe, como a pneumonia. A imunização raramente provoca reações, mas algumas pessoas podem apresentar sintomas leves, como febre, dor no corpo, além de vermelhidão e inchaço no local da aplicação. Já quem apresentou algum tipo de reação alérgica ao tomar a vacina em anos anteriores, assim como pessoas que possuem restrições a ovo de galinha e seus derivados, devem evitar receber a dose preventiva.


A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS). Esta definição também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.


A gripe é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza, que é transmitido por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminados pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar, e também por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com a boca, olhos e nariz. A doença provoca febre, dores no corpo e mal estar. Quem perceber esses sintomas deve procurar a UBS mais próxima de sua residência.



Fonte: http://www.abcdoabc.com.br/sao-bernardo/noticia/gripe-populacao-precisa-se-vacinar-20041