Home Notícias Prática de skate entra nas atividades de alunos da EMEB Cândido Portinari

Prática de skate entra nas atividades de alunos da EMEB Cândido Portinari


Alunos de skate na EMEB Cândido Portinari


Olhos fixos nos instrutores, capacete na cabeça e muita ação. Essa foi a realidade de 360 alunos, entre 3 e 6 anos, da Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Cândido Portinari, de São Bernardo do Campo, que, ao longo de três semanas, puderam vivenciar a prática do skate por meio do projeto Parque da Juventude na Minha Escola, ação que é realizada com profissionais da Coordenadoria de Ações Para a Juventude (Cajuv).

 

De acordo com o coordenador do projeto, Rafael Sevilha, a ação busca propiciar de forma lúdica o primeiro contato com o skate para os alunos da rede de educação básica. "É uma opção de recreação diferenciada oferecida a esses alunos. Buscamos cativar a atenção deles para a prática esportiva do skate por meio de elementos como cores, números e letras, dispostas nos obstáculos."

 

Sevilha, que também é profissional na modalidade, esclarece que o contato com o esporte fortalece a autoestima dos alunos, assim como a disciplina. "Temos pranchas adaptadas para alunos com necessidades especiais, incluímos a todos, só não participa quem não quer. Um ponto muito importante é a interação com os alunos, que demonstram muita atenção e seguem as instruções, sem perder o bom humor."

 

A coordenadora pedagógica da EMEB Cândido Portinari, Leonilda Pagoto revela que a dinâmica desenvolvida com os alunos é positiva também para o aprendizado em sala de aula. "São dois aspectos muito importantes, um é o contato com esse brinquedo e modalidade esportiva; o outro está no reconhecimento do corpo, postura e disciplina. A aprovação dos alunos é muito grande, que retomam a experiência por meio de seus desenhos, recontos e rodas de conversa na sala de aula."

 

Os elogios também são comuns entre os pais. Ana Claudia Yamada encaminhou à coordenação do colégio carta parabenizando a iniciativa e a possibilidade de seu filho, Luiz Gustavo Yamada, portador de necessidades especiais, participar da ação. "É extremamente gratificante saber que nesse projeto também se pensou na inclusão, trazendo ao meu filho a possibilidade de vivenciar a experiência de andar de skate. Do seu jeito, com suas limitações, mas estava junto de seus amigos, fazendo a mesma atividade que eles."

 

Desde 2010, quando o projeto foi iniciado, a ação beneficiou mais de 16 mil alunos da rede municipal, com resultados positivos que levaram o projeto a ser apresentado ao prefeito da cidade colombiana de Bogotá, Gustavo Petro, e a integrantes de seu secretariado. Em março de 2013, os coordenadores do projeto, Rafael e Fábio Gheraldini, tiveram oportunidade de apresentar a experiência à administração local, que demonstrou interesse pela iniciativa.


 

Fonte: http://www.saobernardo.sp.gov.br/comuns/pqt_container_r01.asp?srcpg=noticia_completa&ref=11021&qt1=0